voltar

 

Você sabia...

...que problemas como cansaço, falta de concentração, depressão e ansiedade podem ser afastados com o sono na medida certa?.

 Pois acredite, a National Sleep Foundation (Fundação Nacional do Sono), nos Estados Unidos, revisou 320 pesquisas para recomendar de quantas horas de sono são necessárias diariamente para ficar com a saúde em dia, de acordo com cada faixa etária.  A pesquisa concluiu que recém-nascidos precisam dormir de 14 a 17 horas por dia; a orientação anterior era de 12 a 18 horas. Entre os bebês de quatro a onze meses, a necessidade passou a ser de 12 a 15 horas.

           Conforme a idade aumenta, a necessidade de sono diminui. Crianças de um a cinco anos precisam de 10 a 14 horas de sono, segundo os pesquisadores. Dos seis aos treze, a recomendação cai para 9 a 11 horas. Já os adolescentes de catorze a dezessete anos devem dormir de 8 a 9 horas por noite para manter a saúde em dia.

          A orientação não mudou para adultos de 18 a 64 anos: de 7 a 9 horas. Acima dessa idade, a quantidade diminui para 7 a 8 horas. O resultado foi publicado no periódico Sleep Health: Journal of the National Sleep Foundation.

"Nós ainda temos muito que aprender sobre o sono, já que passamos um terço de nossas vidas dormindo. Sabemos que é um mecanismo importante para a consolidação da memória, mas os detalhes sobre a função do sono para o nosso organismo ainda são desconhecidos", diz a coautora do estudo Lydia DonCarlos, da Universidade Loyola de Chicago.

Fonte: veja.abril.com – Seção “saúde” – Texto adaptado por Estimoarte

Exercícios Físicos

 

"Mens sana in corpore sano"

A citação em latim expressa bem o principal objetivo da prática de exercícios: conquistar uma mente sã em um corpo são. O equilíbrio físico e mental é o resultado mais importante dos treinos sistemáticos, muito embora os atletas costumem ater-se exclusivamente às visíveis transformações físicas decorrentes do treino.De acordo com especialistas da Harvard, a prática diária de exercícios aeróbicos (moderados) por 20 minutos, melhora pelo menos três funções cerebrais.

 

 

Alimentação saudável

A alimentação saudável é indispensável principalmente na véspera e no dia da realização de uma prova de vestibular. É importante que seu organismo não receba nada que o force ou o agrida, pois este será um dia de muita ansiedade, o que já o deixará prejudicado. Portanto, confira abaixo algumas sugestões e dicas para esse dia tão importante:

Para o dia da prova:

Café da manhã completo:

- Vitaminas e minerais: frutas

- Fibras: porção de cereais

- Carboidratos: fatia de pão ou biscoito

- Proteínas: leite, iogurte ou queijo.

Almoço:

- Evite alimentos que não está acostumado a ingerir (não queira comer pela primeira vez um acarajé baiano na véspera da prova);

- Evite refeições grandes e pesadas com alta concentração de proteínas como uma feijoada, bife à milanesa ou alimentos à base de creme de leite;

- Alimentos com alto teor de proteína e gordura devem ser evitados, pois levam maior tempo no processo de digestão, provocando sonolência.

É aconselhável levar algum alimento e líquido consigo no dia da prova. Mas não é qualquer alimento.

Veja o que é mais indicado:

 

Prefira:

- Frutas, barras de cereais, água ou água-de-coco;

- Chocolate em pequena quantidade (diminui a ansiedade, fornece uma sensação de tranqüilidade, energia e disposição).

 

Evite:

 

- Balas, salgadinhos e refrigerantes, pois aumentam o apetite e provocam perda de concentração.

 

Atitudes simples podem ser tomadas para mudar hábitos que só prejudicam a saúde e o desempenho de quem vai encarar uma maratona de estudos. Prepare-se bem para o vestibular e isso inclui também alimentar-se bem e, assim, estar um passo à frente de muita gente.​

Fontes: vestibular.brasilescola.uol – Seção “Dicas”  e ciaathletica.com.br – Seção “Dicas” motivacao-e-superacao

Texto adaptado por Estimoarte

 

 

Estudar na véspera da prova além de não ajudar, atrapalha. Essa prática acaba fazendo com que o aluno adquira dúvidas na hora errada, ou seja, na hora em que elas não poderão ser sanadas pelo professor. E como se isso não bastasse, a autoconfiança fica lá embaixo, aumentando o nervosismo na hora de resolver as questões. Se você já estudou e acha que deve revisar antes da prova, cuidado, isso pode embaralhar as informações, fazendo o cérebro criar falsas associações. O melhor é aproveitar o tempo com outro tipo de leitura, fazendo o máximo para relaxar e não sobrecarregar a mente.

Para quem já vai prestar o vestibular a dica é fazer as provas dos anos anteriores das universidades que você vai tentar no fim dos semestres. Dessa forma, o estudante fica mais familiarizado com o estilo e o nível da prova e fica mais preparado e calmo para quando for a hora da verdade.

Quando pensamos em vestibular, pensamos logo na necessidade de uma boa preparação, em um ensino de qualidade e isto é realmente importante para quem quer entrar em uma universidade renomada e de vagas muito disputadas. Procure pelos colégios que têm um bom índice de aprovação em universidades federais, e, se achar necessário, também dê uma olhada nos cursinhos preparatórios de vestibular, pois estes têm um ensino voltado à aprovação destes concursos. Mas lembre-se: o cursinho serve como um complemento do ensino médio e é um recurso extra para o estudo objetivo das provas de vestibulares anteriores.

A preparação continuada do aluno ajuda o mesmo a se sentir preparado para a “prova de fogo”, não deixando que o nervosismo tome conta da mente, ocasionando os famosos “brancos”, ou lapsos de memória. Porém, o estudante não deve deixar de viver para estudar. O lazer é importante para relaxar o corpo e a mente, e o esporte ajuda a manter o corpo com boa disposição, por isso, nada de chás, café, refrigerantes ou estimulantes porque o descanso é fundamental para um bom rendimento escolar
.

Fontes: vestibular.brasilescola.uol – Seção “Dicas”  e ciaathletica.com.br – Seção “Dicas” motivacao-e-superacao

Texto adaptado por Estimoarte

     O estudo diário é o segredo para um bom desempenho na hora da prova, tanto nos exames cotidianos do colégio quanto no exame do vestibular. A maioria dos professores de ensino médio e cursinhos preparatórios compartilham essa opinião e deixam claro que o estudo durante a madrugada só prejudica o rendimento do aluno nas aulas da manhã seguinte.O aluno deve criar uma programação diária de estudos, levando em consideração as necessidades pessoais e dedicando um tempo maior para as disciplinas em que possui dificuldades. É importante prestar muita atenção nas aulas e tirar as dúvidas na hora com o professor. O ideal é repassar tudo o que foi visto na escola no mesmo dia, evitando, assim, o acúmulo de matérias. Reserve um tempo maior para aquelas matérias que exigem muitos cálculos como matemática, física e química. O tempo para essa revisão diária não deve ultrapassar cinco horas.